Produção contínua em

Livros e Manuais para quem trabalha com textos

(*) Atualizado em 28/08/2018. Uma lista que não para de crescer. Algumas indicações de livros bons e imprescindíveis para q...

Livros publicados

Listagem atualizada (mais recente em 31/07/2018) com os livros que fiz a preparação e/ou revisão e que são publicados por diversas editoras ou autores independentes (não estão em ordem nem de revisão/preparação, nem de publicação):

Acesse a página ou clique para ver a lista completa. http://www.primaverarevisaodetextos.com/p/livros-revisados.html

agosto 29, 2018

Atividades e funções dos profissionais que trabalham com o texto


http://www.primaverarevisaodetextos.com/

A produção de um livro é composta de várias etapas, o chamado processo editorial, e exige um série de profissionais diferentes, cada qual exercendo uma função específica. Algumas dessas funções acabam sendo exercidas pelo mesmo profissional, como é o caso do preparador e revisor de texto. Aqui me atenho aos profissionais que trabalham com o texto diretamente.

Tradução
É a versão para um idioma de um texto originalmente escrito em outro.
A boa tradução é aquela que torna todas as ideias e representações mentais do autor claras para o leitor; adapta comparações, exemplos, formas de linguagem e outros usos da língua estrangeira à cultura da língua para a qual está sendo traduzida; pesquisa eventuais referências e vocabulário específico; faz o texto fluir como tendo sido escrito na língua final.
O bom tradutor precisa ter domínio da língua original; ter conhecimento do tema abordado; ser fiel às ideias e ao estilo do autor; ter domínio da língua que vai traduzir, escrevendo-a da forma mais correta e fluente possível; entregar um texto final perfeitamente compreensível para o público-alvo.

Revisão de tradução 
É a leitura cuidadosa de um texto traduzido, comparando-o com o texto original.
A boa revisão de tradução confere se cada parágrafo, nota, adendo, etc., foi traduzido; elimina vícios de linguagem que o tradutor tenha deixado passar; confere se as referências culturais estão compreensíveis para o público leitor; corrige eventuais erros de compreensão do tradutor.
O bom revisor de tradução precisa ter conhecimento da língua original; fazer apenas as correções que de fato melhorem o texto; ser fiel às ideias e ao estilo do autor; escrever na língua traduzida da forma mais correta e fluente possível; entregar um texto final perfeitamente compreensível para o público-alvo.

Preparação de texto/copidesque
É a leitura cuidadosa da obra para correção de incoerências, repetições, uso incorreto da língua e falta de normalização. Sempre necessária, não importa o tipo de obra. É feita no editor de textos (em geral, Word).
A boa preparação faz correções adequadas ao que a editora deseja para seu público-alvo; confere se o texto está claro, lógico e coerente tanto internamente quanto em relação à cultura da língua escrita; expõe inconsistências e sugere alterações; elimina repetições.
O bom preparador de textos precisa ter domínio da língua que está trabalhando; ter familiaridade com o tema da obra; ter total atenção ao sentido do texto; fazer apenas as correções que de fato melhorem o texto e sejam objetivamente defensáveis; não implicar com estilo ou ideias do autor; não fazer mudanças que não signifiquem nada, o popular “trocar seis por meia dúzia”; entregar um texto final claro e adequado às exigências da editora.

Padronização (ou normalização)
É a adequação sistemática aos padrões da língua e ao manual de estilo (existente ou presumido) da editora. Muitas vezes é feita juntamente com a preparação. Sempre necessária, não importa o tipo de obra.
A boa padronização deixa todos os elementos semelhantes com a mesma apresentação; é precisa e sistemática.
O bom profissional precisa conhecer as normas (ABNT, Vancouver, APA, da editora, da instituição de ensino), seguindo manual das normas exigidas pelo cliente ou na falta de um descritivo conhecer a normalização recorrente mais utilizada pelas vias oficiais (por exemplo: manual de comunicação da Secom, Manual de editoração e estilo, de Plinio Martins Filho, etc.); usar de bom senso.

Revisão de provas
É a leitura da obra já diagramada em formato de página, pode ser feita tanto no papel quanto no PDF (arquivo digital). Sempre necessária, no mínimo uma vez.
A boa revisão corrige todos os erros ortográficos e gramaticais que porventura tenham passado pelos outros profissionais; confere inconsistências de tipologia, espaços excedentes ou a falta destes, numeração, "caminhos de rato", "viúvas", "forcas", conferência de índices, sumários, paginação; aponta eventuais inconsistências de sentido, sugerindo correções.
O bom revisor de textos precisa ter domínio da língua para a qual está trabalhando; conhecer e atentar para os detalhes de diagramação; fazer apenas as correções que sejam muito necessárias; não mexer em estilo, padronização do texto, ou o que não for um sério desvio ou erro.

Para um livro sair da cabeça do autor e ser por fim materializado são necessárias várias etapas e profissionais envolvidos. Meu trabalho com o texto é especificamente a preparação, revisão textual e padronização. Atendo tanto editoras quanto autores independentes. Caso ainda tenha dúvidas sobre o trabalho ou precise de um orçamento para os serviços de revisão textual, entre em contato pelos meios disponíveis (telefone, celular, WhatsAppe-mail).

Sucesso aos que buscam qualidade em seus textos.

------ 

Referências:

BACELLAR, Laura. Produção editorial. Curso Formação a Distância. São Paulo: Universidade do Livro/Editora Unesp, 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livros publicados técnicos - Revisão e/ou preparação

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic

Instagram primaverarevisao